quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

COMO LER A BÍBLIA EXPERIMENTALMENTE


Excerto sobre a leitura experimental das Escrituras, retirado da The Reformation Heritage KJV Study Bible (p. xii):
Como eu posso ler a Bíblia experimentalmente? Em espírito de oração considere as seguintes diretrizes bíblicas:

1. Respeite a Bíblia como a única e completa autoridade sobre o todo da sua vida. Isaías disse: "À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles" (Is 8.20). Isso significa que não podemos nos apartar da Bíblia nem mesmo um pouquinho. Não somos os juízes que dizem se a Bíblia é válida ou relevante em algum ponto. Nem podem quaisquer outros livros ou tradições humanas compartilhar com a Bíblia autoridade sobre nossas vidas.

2. Não duvide que a Bíblia é precisa em todos os seus pontos. Davi diz no Salmo 19.7: "A lei do SENHOR é perfeita e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel e dá sabedoria aos simples". Davi acreditava nisso com todo o seu coração. O que ela diz que é errado ou deficiente, é verdadeiramente errado ou deficiente. O que ela diz que Deus odeia, Deus verdadeiramente odeia. O que ela diz que Deus ama, Deus verdadeiramente ama.

3. Submeta seu coração e sua vida inteiramente ao escrutínio da Bíblia. O Salmo 119.80 diz: "Seja reto o meu coração nos teus estatutos, para que não seja confundido". Para o salmista dizer isso, ele não ocultava nada da Palavra de Deus.

4. Em espírito de oração medite sobre a verdade da Escritura, levando-a com você aonde quer que você vá e não importando o que faça. A Bíblia frequentemente enfatiza a meditação como uma parte essencial da vida piedosa nesse mundo (Js 1.8; Sl 1.2; Ef 4.17-18).

5. Nunca esqueça que é Deus quem está falando a você através da sua Palavra. Ao longo da sua Palavra, Deus frequentemente nos lembra do seu caráter e discurso majestosos (Gn 1.1; Êx 20.1; Sl 50.1-6). A Escritura nos fala como um pai aos seus filhos e como um respeitoso amigo escrevendo uma carta para nós.

6. Reúna-se com o povo de Deus para adorar e ouvir a Palavra de Deus fielmente pregada. A leitura e o estudo privado da Bíblia, embora sejam importantes, não são substitutos para a proclamação fiel e oficial da Palavra de Deus por meio dos seus servos. No Salmo 87.2 nós lemos: "O SENHOR ama as portas de Sião mais do que as habitações todas de Jacó". Isso quer dizer que o lugar onde o povo de Deus se reúne para o culto corporativo e a exposição da verdade de Deus é mais preciosa ao Senhor do que todas as habitações do povo de Deus, onde cultuamos a Deus em nossas famílias. Hebreus 10.25 estabelece o mesmo ponto. Nós seremos imensamente ajudados quando estivermos na companhia de outros daqueles que temem o Senhor e guardam os seus preceitos (Sl 119.63).

7. Dependa exclusivamente da graça, de maneira que o seu coração possa se beneficiar da Palavra de Deus. Ler a Bíblia experimentalmente significa que recebemos a Palavra com mansidão. Nós precisamos de corações humildes. O orgulho nos impede de recebermos a Palavra como deveríamos. É óbvio que não podemos, por nós mesmos, curar-nos do orgulho, mas precisamos seriamente buscar o Espírito Santo para que ele nos torne ensináveis. Lembremos que a Palavra de Deus é o instrumento que Deus usa para salvar pecadores por uni-los a Cristo (Tg 1.20).

8. Olhe para o Deus Triúno para que ele transcreva a verdade de Deus em seu coração. Paulo se alegrou porque podia dizer daqueles cristãos que pastoreava: "estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações".

9. Não se contente em simplesmente "ouvir" a Palavra. Pela graça, torne-se um praticante da Palavra. Tiago é enfático: "Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, na lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar".

10. Esteja pronto para cantar a Palavra de Deus. Cantar ajuda a solidificar a verdade em nossas mentes e corações (Dt 31.19). Por exemplo, quando cantamos os Salmos, o livro de louvor dado por Deus, ajudamos a dar voz aos nossos desejos de uma maneira que, com a bênção de Deus, torna a Palavra mais preciosa para nós. Davi diz no Salmo 108.7: "Disse Deus na sua santidade: Exultarei". Pergunte a si mesmo qual dos Salmos ecoa o que você está lendo ou dá uma maneira de responder ao que você está lendo e, então, cante-o.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...